30 de novembro de 2008

Wall-e - imagens falam mais que palavras e análises



       Aproveitando que o filme Wall- e vai lançar em DVD no dia 3 de dezembro ( nessa quarta-feira) vim fazer a crítica do filme.
    Wall-e pode ser considerado o melhor filme já feito pela Pixar ! A criatividade, os sons e a história, fazem de Wall-e o que ele é: original, criativo, mudo (mas não atrapalha em nada), com belos gráficos. Dale Wall-e (trocadilho)
       Um filme inteligente para pessoas inteligentes. Como assim? É simples: crianças de 8 anos vão ver esse filme e vão falar: "que filme bonitinho". Os adolescentes, adultos e idosos vão achar esse filme muito bom, mas não por ter apenas um robozinho bonitinho, mas por conta da realidade, criatividade e... mudo. O início do filme é praticamente mudo e Wall-e está sozinho na Terra, limpando o lixo que, nós humanos, jogamos na Terra. O filme mostra como pode ser o fim de natureza e possibilidade de vida (mas não matariam os humanos, já que esse é um filme infantil). 
      Depois que Wall-e encontra Evy, ele se apaixona por ela. Mesmo sendo um "coitado", antes sozinho", num lugar horrível e que só tinha como amigo uma barata, Wall-e encontra o amor e a amizade e é por qual ele luta até o fim do filme. 
      O filme, na parte humana, mostra que o ser humano só amaria e preservaria a natureza se não a conhece-se.  O amor de Wall-e por Evy também é visto pelos humanos por algo lindo, já que esses só estão gordos, vidrados numa tela, não conhecem ninguém e não fazem praticamente nada dentro de uma espaço-nave.
     Wall-e é um filme inteligente, fato dado pelas imagens e pelo fato de ser um bom filme e ainda por cima...mudo, e, que pode nos trazer vários avisos, como preservar a natureza, amor, amizade e a vida, mas as pessoas não conseguem apenas acreditar que começamos a ficar desumanos com análises e estatísticas, elas têm que ver. Wall-e faz essa função e muito bem.

Queime depois de ler - dois gêneros em um filme

      O filme "Queime depois de ler" começa como uma comédia normal e engraçada. Após a morte de um personagem um filme se torna num filme de ação e assassinatos, o que faz o filme continuar cômico e ainda trágico.
       A atriz que faz Linda e Brad Pitt são os que trazem mais comédia para o filme principalmente na hora que vão fazer a negociação com o personagem Osbourne Cox. Pitt faz um personagem muito engraçado, e ele demonstra isso em sua atuação. Se não houver um filme de comédia de Brad Pitt, posso dizer que o ator pode realizar mais comédias, pois seu personagem ficou bem engraçado.
       As cenas do chefe da CIA e seu assistente (eu acho), também são muito engraçadas, porque é como se eles fossem parte da platéia, que em alguns momentos não entendem nada (como meu amigo que me perguntava toda hora quem era quem no filme) e os comentários dos dois também são ótimos. O filme é simples e engraçado e a partir da cena que o  primeiro personagem do filme morre ( a cena que mostra o personagem morrendo é impressionante e te pega de surpresa), o filme fica completamente louco (principalmente o personagem Osbourne Cox) e o final mostra como tudo pode ser resolvido por uma conversa. 

29 de novembro de 2008

Crepúsculo- Vampiros como nunca visto antes!


Pegue o filme "Um amor para recordar", algum de vampiro, uma comédia romântica e crise juvenil e apresento a vocês Crepúsculo!
Mas o filme só não vai lançar em dezembro? Pois é... eu sou muito amigo da internet e como o Brasil é um país que os filmes demoram um mês para chegar, a internet me ajuda nesse departamento..."Crepúsculo" é muito bom ! Eu não li o livro, para poder fazer uma crítica de "Crepúsculo" o filme, e não "Crepúsculo" livro que virou filme.


A história é completamente original. Não é uma história que todos os vampiros são do mal e começam a matar todo mundo, como em "Anjos da Noite". É uma história sobre a vida dos vampiros no século 21.
Quando um vampiro é mordido ele para de "crescer", ou seja, morrer, já que ele (a) é imortal, e é ai que acontece a crise juvenil. Morar na casa do pai, numa cidade pequena, romance, escola, conflitos e ainda vampirismo. O filme tem como base mesmo de gênero um romance, por assim dizer. Não é como no filme "Vicky Cristina Barcelona" que o filme é apenas e puro romance. Crepúsculo tem romance e tudo o que já foi falado.
A atuação dos atores é muito boa! A atuação do ator que faz o Edward é excelente para o seu nível, mas ainda tem muito para aprender! Um vampiro, romântico que não pode "comer" Bella. A atriz de Bella faz justiça a sua personagem e em sua atuação também é muito boa, só não pode ficar vesga. Uma garota que descobre as coisas e começa a fazer parte dela, tendo ao mesmo tempo os sentimentos de medo e amor, mostrado pela bela atuação da atriz.

Uma coisa muito interessante do filme é que tudo acontece como se os vampiros fossem normais. Jogam beisebol, vão na escola, assistem filmes, dançam, ou seja, a parte vampiresca é só um acréscimo. Mas não é um acréscimo qualquer. É um acréscimo bem bolado pela autora ao escrever o livro e pela diretora e roteiristas ao fazer o filme.
O filme já foi comparado a vários filmes da "nova" geração, como "Harry Potter" e "As crônicas de Nárnia", embora cada um tenha uma história e assuntos diferentes. Mas em questão de filme ser bom ou não, para mim é o seguinte: "Crepúsculo" está bem próximo de "Harry Potter", e já ultrapassou "As Crônicas de Nárnia". O filme "Crepúsculo" é mais um filme juvenil. Mas um filme juvenil original, bom e inteligente.

OBS: Muitos críticos não gostaram do filme e apontaram como principal problema os efeitos eseciais. VickChristinaBarcelona tem romance e só e eles adoram. Porque não podem gostar de Crepúsculo?

28 de novembro de 2008

Laranja Mecânica- uma lavagem de sociedade




        Agora que eu vi um clássico famoso do cinema, Laranja Mecânica, eu posso falar: É um dos melhores filmes que eu já vi !
    A cena de Alex cantando "Singing in the Rain" e estrupando uma mulher mostra o sarcasmo em pessoa! As cenas de sexo do filme, sem ser de estupração, são muito engraçadas. A cena em que ele faz um menage (sexo à três) que é colocada em velocidade rápida e aparece a mulher colocando a roupa e ele tirando e a outra mulher colocando a roupa e ele vai lá e tira a roupa dela é muito cômica.
    O filme fala muito da influência e visões da sociedade. Alex é dono de uma gangue, que da para ele liderança. Mas após ele ser preso começa a lavagem cerebral. Quando acaba o tratamento o filme mostra como fica uma pessoa que saiu da prisão e é completamente ignorada pela sociedade. Quando os policiais começam a bater nele, ele não pode se defender por causa do tratamento, fazendo dele muito vulnerável e depois o escritor usa isso contra ele. O filme fala como uma pessoa volta para a sociedade, sem opções e maltratadas (mas uma parte eu não posso negar, ele merecia disso um pouco). 
    Gostei deste filme de Stanley Kubrick (mas não gostei da versão dele de "O Iluminado"), do roteiro, da trama, ficou excelente ! A atuação do ator que faz Alex é uma das melhores do cinema . O filme é sarcástico, dançante, violento e assustador. Eu não considero um filme pesado. Há filmes de violência, estupro, matança e sexo. Esse é apenas tudo isso em um filme e eu adorei !

      OBS: Este filme não é recomendado para pessoas depresivas, fracas ou que estejam pensando em suicídio.

27 de novembro de 2008

South Park virou até musical !



        Quem nunca viu a famosa cena da série de desenhos South Park na qual Kenny morre e seus amigos falam: " Ó não eles mataram o Kenny !" e o outro: "Filhos da...". A série de South Park usa muito palavras chulas (palavrões), matam personagens, como Jesus Cristo e Papai Noel. É praticamente um Simpsons só que muito mais ousado. O filme "South Park, maior, melhor e sem corte" não poderia ser diferente. Mas existe um pequeno detalhe: o filme é um musical!
      O filme feito em 1999 (sim, o filme já tem quase 10 anos) foi nomeado ao Oscar de melhor canção "Blame Canada", mas infelizmente perdeu. Os desenhos, como sempre são mal feitos, mas a "paródia" (roteiro), as canções (muito originais), e os chingamentos fazem desse um filme muito bom ! Imagine ver o Kenny morrer duas vezes, um Satanás gay, um Saddam Hussein que namora Satanás, a terceira guerra mundial, La resistence (paródia do musical "Les Miserables"), chingamentos e Cartman levando choque por cada palavrão que fala. O filme é imperdível! Um dos melhores filmes de paródia. Muito melhor que um Todo mundo em Pânico. Esse é um dos melhores filmes de comédia pelo menos dos últimos 10  ou até 15 anos. Não perca esse filme seu bastardo !

26 de novembro de 2008

Batman- finalmente parou de ser uma comédia/"ação"


        Quem não se lembra de Jack Nicholson como o Coringa ( tentando fazer um vilão engraçado? Quem não se lembra de Jim Carrey como o Charada (mais uma vez tentando fazer um vilão engraçado)? 
        Os primeiros filmes de Batman fazem de Gotan City uma cidade feliz que nada acontece, é todo mundo feliz, até surgir um vilão que quer conquistar a cidade ou quer se vingar de alguma pessoa ? Batman (Bruce) sempre é aquele personagem da alta classe e que nunca se preocupa com as indústrias de seus pais. 
Bem isso mudou (que bom!)... Os novos filmes de Batman mostram Gotan City como uma cidade normal: corrupta e com muitos ladrões. Bruce se envolve mais na indústria de seus pais, sendo um trabalhador como um qualquer e ainda salvando a cidade.
      Em Batman: o cavaleiro das trevas, Batman se torna um vilão da cidade por matar o prefeito, o Coringa tem uma ótima, estupenda atuação do falecido ator Heath Ledger (que merece o Oscar pela atuação):  um vilão que gosta apenas de destruir a cidade, matar as pessoas, roubar bancos, por diversão. A trama e o roteiro dos novos Batman são bem melhores que os outros. Os efeitos e a adaptação do Batmóvel são originais.Um filme bom de super-herói que mostra a realidade.                                                                                                                                               


Desventuras em série: o melhor e pior filme de Jim Carrey


        Como assim melhor e pior filme de Carrey? Simples: É o filme que a caracterização e interpretação de Carrey estão melhores, mas para quem leu o livro, o filme é desanimador, sem falar que Carrey rouba todas as cenas do filme.

        Mas voltando para o filme. A ótima interpretação de Carrey como o Conde Olaf ficou perfeita para o personagem. As crianças lembram seus personagens, mas Klaus é irreconhecível (já que ele usa óculos e é menor que Violet e um pouco mais gordo). As interpretações dos primeiros tutores são excelentes, principalmente a ótima e bela Merly Streep como a tia Josephine.

        A maquiagem para fazer Olaf, o figurino, um roteiro mediano (mais bom do que para ruim), a bela interpretação de Merly Streep e de Carrey faz desse filme um filme bom, engraçado e com tragédia, praticamente um Sweeney Todd, só que sem as músicas. As cenas com desgraças como a cena do trem e a cena da casa da tia Josephine ficaram espetaculares. Desventuras em série é um bom filme para quem não leu o livro, mas pra quem leu é um pouco decepcionante.

Sweeney Todd- Sente-se por favor...


        Tim Burton acerta mais uma vez, como acertou em: Peixe Grande e suas histórias maravilhosas; Edward, mãos de tesoura; Os fantasmas se divertem; O estranho mundo de Jack, entre outros. Sweeney Todd tem um ótimo elenco: Depp (que novidade) e a esposa de Burton: Helena Bonham Carter (a atriz que faz a Belatrix Lestrange da série Harry Potter), e Alan Rickman (o Snape da série Harry Potter).

        O figurino e o jeito de sempre de preto e branco de Burton (branco: a história de vingança; colorido: antes de Sweeney ser exilado) já deixam o filme bom. As músicas e a interpretação dos atores também são ótimos. A trama do filme e seu "finale" são exatamente ideais para os filmes de vingança. A interpretação de Depp foi merecedora de um Oscar. As partes sanguinárias (acho que é assim que se escreve) são maravilhosas. Você fica como "Meu Deus, isso é muito bom !". Esse é um dos filmes mais adultos de Burton e o diretor acerta em cheio !

17 de novembro de 2008

Piratas do Caribe- a triologia. Bebeis amigos Io Ho !




         A triologia de Piratas do Caribe é uma das melhores existentes. Os efeitos são extremamente excelentes, principalmente o efeito da batalha final do filme 3. A atuação nem se diga. Embora eu não goste do sotaque inglês (acho muito forçado) isso não é justo com os atores. A atriz que faz a personagem Elizabeth é muito sensível no filme 1 e um pouco no filme 2. Mas é no filme 3 que está sua melhor atuação e a história de sua personagem, sendo mais agressiva e independente de qualquer homem. Orlando Bloom fez uma boa atuação, mas não melhor do que ele fez na triologia "O senhor dos Anéis" que ele fez uma ótima atuação com o personagem Legolas.
         Jonnhy Depp faz uma das melhores atuações de sua vida nesse filme (outro é o filme " a Janela Secreta") como o capitão Jack Sparrow. Um dos personagens com a maior cara de pau possível é demonstrato por esse gênio. Além da bela atuação de Depp, o persogem "evolui". Primeiro começa como um cara de pau desgraçado e engraçado. No final do filme 2 aparece: o primeiro ato de coragem, embora forçado. No filme 3 mostra que mesmo um pirata no final, pode ser camarada. Uma das melhores cenas do filme 3 é a disputa de Sparrow e Barbosa pela capitania do Pérola Negra.
        Os efeitos são excelente, como a trama, o roteiro, a atuação, a comédia, a fotografia, resumindo: a triologia é ótima !

De volta para o futuro: que filme seu pai assistia?


         Pergunte para o seu pai: Papai, você já assistiu "De volta para o futuro"? Seu pai vai enlouquecer e ir a locadora mais próxima de você e fazer você assistir esse filme, se ele gostar de ficção científica, ou ele pode falar que é um filme bom. Mas não pense que o filme é ruim por ser um filme de ficção científica. A atuação de um dos melhores atores de Hollywood (quem? Jack Nicholson?) o ator Christopher Allen Lloyd. Os efeitos do filme e seu roteiro são excelentes! O modo de como a pessoa da época pensava que seria o futuro (De volta para o futuro II) e de como foi o passado (De volta para o futuro I e III) e como é a situação do presente (De volta para o futuro I, principalmente).

        A atuação de um dos melhores atores de comédia principalmente, Christopher Allen Lloyd, faz justiça ao personagem Doc. Michael J. Fox também faz uma boa atuação, mas não ótima. O roteiro e os efeitos são praticamente as melhores coisas do filme (em comparação com os outros filmes da época e os efeitos que podiam ser feitos na época). Como foram nossos antepassados ( e como eles poderiam parecer conosco...), as idéias de como fazer a viagem no tempo possível, mas esse um dos melhores filmes de ficção científica, pelo fato de ser leve, engraçado e científico. 

CQC- o novo programa da Band trás reportagens a lá humor.



Willian Bonner: Boa Noite. Estamos aqui para falar sobre o novo ataque que ocorreu no estádio do Morumbi...... muito chato e demorado.
        CQC- Custe O Que Custar é um dos melhores programas de reportagem que já existiu, principalmente por falarem sobre as notícias de modo cômico.  Enquanto aparece as notícias, aparece algumas animações, que no geral são muito engraçadas ! Os repórteres são extremamente competentes e trazem humor para a população de modo engraçado e inteligente. 
        O CQC pode ser comparado ao Pânico na Tv? De jeito nenhum. CQC faz a zuação de modo saudável e inteligente, ao contrário do Pânico na Tv que colocam uma mulher no meio do palco e falam: " Gente essa é a mulher melancia " e todo mundo grita como retardado. O Pânico na Tv também faz coisas muito provocantes que faz com que alguns dos repórteres sejam socados e depois perguntam "O que eu fiz?", exatamente como gente da minha sala que esta conversando e o professor começa: "Fulano sai da sala!" e o infeliz do fulano fala "mas professor eu não fiz nada!". Que raiva. Mas Pânico na Tv não para de ser engraçado com os repórteres Vesgo e Sílvio.
        Se você ainda não assistiu ao CQC e fica assistindo Pânico na Tv para rir, vai para a BAND e assista a uma comédia inteligente, a não ser que você seja um incompetente e não entenda nada...  

MUPPETS !!! A febre da televisão e do cinema dos anos 80-90


        Você já viu algum filme dos Muppets? NÃO ? Então vá agora na locadora e assista a um dos filmes (recomendo na Ilha do Tesouro), porque essas criaturas são magníficas!
  A Miss Piggy é muito comédia. O jeito que ela corre, o amor dela por Caco, o sapo, seus ataques, faz dela a personagem mais engraçada dos filmes Muppets. Caco, o sapo, também tem alguns ataques e faz umas das melhores caretas possíveis que faz você rir muito. Mas a também vários outros Muppets, mas esses dois são os principais.
  Fazer um filme inteiro (praticamente) de fantoches é muito difícil, mas Frank Oz consegue. Ele além de fazer alguns Muppets, foi ele que controlou o Mestre Yoda na série Star Wars, isso já mostra uma grande competência desse cara. 
        Os Muppets foram muito famosos entres os anos 80 e 90, tendo assim vários filmes, aparição em seriados, bonecos, canecas, camisas, entre outros. Se você quer ver um filme infantil com seu filho, assista a um dos filmes dos Muppets.

        OBS: Sabe uma sessão do parque Hopi Hari que tem o brinquedo de lata que gira? Então ele é baseado na Vila Sésamo, que faz parte dos Muppets. 

12 de novembro de 2008

The phantom of the Opera- um musical apenas com música clássica


        Se você gosta de música clássica (Ópera, por exemplo) e gosta de musicais, eu já posso te dizer qual será seu musical preferido. Além de ser considerado um musical clássico (não de música, mas um clássico de verdade), O fantasma da Ópera tem atores com vozes magníficas: Emmy Rossum (Cristine) e Gerard Butler (Fantasma) são melhores que Michael Crawford e Sara Brightman, os primeiros fantasma e Cristine no musical da Broadway. A Cristine do filme é bem melhor que a do teatro. As músicas são excelentes: The Music of The Night, The Phantom of The Opera e Masquarades são inesquecíveis ! A cena da canção Masquarades é uma das mais bem feitas em musicais.
        Outro personagem que se destaca no filme e muito é Carlota. Aquela mulher cantando e a parte que ela acaba perdendo a voz são as mais engraçadas do filme.
        O figurino do filme é muito bom mesmo ! O roteiro, os atores, as músicas, a trama, o final que você fala (será que ele era mesmo um fantasma ?) fazem do Fantasma Da Ópera um cássico. 

11 de novembro de 2008

ACROSS THE UNIVERSE- não percam essa trilha sonora !


        Across the universe é um musical sobre a guerra do Vietnã ( já vi três musicais sobre o mesmo assunto: Miss Saigon, Hair e Across The Universe). A trilha sonora é muito boa mesmo. Se você gosta das músicas dos Beatles, você não pode perder a versão do filme.
        A roteiro é mediano. Como em Hair, o começo é normal, mas quando vem a cena das drogas e todo mundo fica drogado você não entende praticamente nada, mas depois tudo volta ao normal. As vozes dos atores também são muito boas, como suas atuações. Se você gosta de um musical com conteúdo, assista Across The Universe. As músicas I Wanna Hold Your Hand e All You Need is Love são novas e excelentes !

O cão e a raposa- mais um filme Disney com moral


        Quando eu era uma criança de 5 anos que pentelhava meus pais, assistia  filmes Disney direto , mas um que eu me lembro muito bem é o cão e a raposa. 
        O filme mostra como as pessoas podem ser amigas sem conhecer seus antepassados. Mas ai que está o problema. O filme fala para o cão e a raposa toda hora "Vocês não podem ser amigos" e é desse modo que as pessoas se tornam inimigas. Acho que esse é um dos filmes mais adultos da Disney, para mostrar as crianças que as pessoas podem ser amigas sim, sem saber as suas diferenças no passado ou no presente e de como elas são influenciadas pelas idéias de outras pessoas.  

Hairspray- Bem vindo aos 60 !



Se você é uma pessoa deprimente, racista, preconceituosa que se acha superior de todas as pessoas e o rei (rainha) do seu nariz, posso te garantir que Hairspray não é o seu filme.
O filme fala da exclusão social da jovem Tracy, uma garota gordinha da cidade de Baltmore. Obviamente, como a maioria dos filmes de musicais, aparecem obstáculos na frente de Tracy, mas nada que ela não possa enfrentar.
O filme foi um sucesso ! As músicas são ótimas ! O filme pegou novos atores para fazerem o musical (não os atores da Broadway, como o filme Rent) e além do mais, famosos ! John Travolta como Edna Turnblad ficou um arraso ! Provavelmente deve ter acontecido a mesma coisa com as garotas , só que com o novo "galã" Zac Efron. A novata Nikki Blonsky se empenha 100% nesse filme. Amanda Bynes aparece pouco, mas quando aparece ,marca presença. Mas provavelmente as pessoas que mais chamam atenção são: John Travolta e Queen Latifah. E algo impressionante. Para mostrar como qualquer pessoa pode fazer vários tipos de filme, sabe aquele cara do X-men que solta laser pelo olho, então ele está no filme como Corny Collins.

A aventura desse filme se desenrola com muita felicidade tendo apenas algumas músicas tristes. Se você gosta de musicais, gosta dos anos 60, é uma pessoa feliz e gosta de pessoas felizes, Hairspray é um bom filme para você ir até a locadora e alugar, ou reservar se estiver alugado. E mais um aviso: se você acha que nesse filme o Zac Efron não é "a escolha das meninas", como em High School Musical, saiba que mais uma vez ele é o cara mais popular e querido pelas meninas (o cara nem se acha).

10 de novembro de 2008

O som do croração- um musical, diferente



  O som do coração que está passando nos Telecines é bom ! Embora seja meio forçado como " Meu filho está vivo, eu consigo ouvi-lo!" o roteiro é bom. A trilha sonora desse filme é excelente ! Quando August começa a tocar violão pela primeira vez você fala: " Meu deus ! Que jeito novo de tocar!". Eu acho que é a 1a vez que eu vejo o Robin Willians fazendo papel de vilão. O filme ganhou um Oscar de melhor música, ou algo do gênero. Não perca esse filme enquanto esta passando no Telecine, mas não assista dublado. As risadas forçadas em dublagem cortam o coração. O filme pode ser considerado um musical diferente porque existe pouca voz, mas é muito instrumental e mostra as pessoas tocando. Aliás, quem disse que um filme só pode ser musical se tem gente cantando? O som do coração tem pouca gente canatndo, mas não deixa de ser um musical instrumental muito bom. 

7 de novembro de 2008

O diabo veste Prada: Meryl Streep mais uma vez... arrasa!


        O diabo veste Prada é praticamente um House da moda. Como assim? Que comparação é essa? Vou explicar. O Dr. Gregory House da série House é completamente rude com seus clientes e “colegas de trabalho”. Meryl Streep como Miranda Priestly faz a mesma coisa. Despreza todo mundo ao seu redor achando todos inúteis. House cuida dos casos médicos. Miranda cuida da revista Runway, uma das revistas que “diz” a moda. 
      Um roteiro excelente, como a sua trama, a atrize Meryl Streep faz jus a personagem sendo a chefe mais detestável possível e a atriz Anne Hataway tendo que sofrer para trabalhar para Miranda, mas depois quase vira uma. A atuação das atrizes, o roteiro, o figurino, fazem O diabo veste Prada um dos melhores filmes já feitos.

Mamma Mia ! digo eu


  Se você detesta musicais, porque as pessoas saem cantando do nada (embora o carnaval seja a mesma coisa) nem leia. Mas se você gosta, leia e divirta-se.

Mamma Mia! é um musical inspirado nas músicas da famosa banda ABBA. O filme primeiramente é um musical, mas ele também é uma comédia romântica. As atrizes Merly Streep, Julie Walter e Cristine Baranski fazem um trabalho excelente. Sabem cantar e cantam muito bem, como a atriz Amanda Seyfried, uma das personagens principais. Na verdade a grande maioria do elenco canta bem, exceto claro o nosso antigo 007, Pierce Brosnan. A voz dele é muito grave, o que praticamente estraga a música que ele canta, a não ser no caso da música S.O.S que novamente Merly Streep salva.

Embora seja um musical, o filme não se destaca muito em seqüência de danças, ou até mesmo em coreografias, mas se empenha na música. No final do filme não teve uma música final com todo o elenco cantando como a música "You can’t stop the beat" do musical "Hairspray", mas isso não estraga o filme.
Pessoas aparecendo do nada, a vista da Grécia, as músicas, as atrizes Merly Streep, Julie Walters e Cristine Baranski, Amanda Seyfried fazem um ótimo papel no filme Mamma Mia!

Two and a half men- já ficou repetitivo

        Desde que começou a série eu adorava 2 and a half men. Charlie só se metendo em confusões, junto com seu irmão, Alan, que tem a cabeça inocente e frágil e, Jake, filho de Alan, fazendo as maiores bagunças que se pode imaginar. 
        A mãe de Charlie sempre criticada pelos filhos em todos os episódios e Berta a ótima empregada de Charlie que da os melhores foras possíveis. Claro que também não posso me esquecer de Rose, a mulher que ama Charlie e o persegue sempre, só que ele não liga. Tudo bem, 1ª, 2ª, 3ª, 4ª temporada. Mas agora os roteiristas têm que colocar algo de novo. 
        A história está ficando muito repetitiva, fazendo com que não tenha praticamente graça nenhuma. Alan sempre faz burrice, Charlie fica bêbado e Jake é muito porco. Rose persegue Charlie, Berta faz uma piada e aparece a mãe de Charlie. Eu sei que os roteristas podem fazer muito melhor do que isso, uma prova disso é The Big Bang Theory.   

6 de novembro de 2008

R.E.N.T- Os boêmios é o musical mais revolucionário possível



"Rent" é um dos melhores musicais que já existiu. Embora Columbus não tenha se empenhado a fazer esse trabalho como fez nos primeiros "Harry Potter", a história e as canções salvam o filme. E os atores? Provavelmente apenas as atrizes que fazem o papel de Mimi e Joane "salvam" a lógica da história, porque os personagens são pessoas mais novas. O ator que faz o personagem Mark (que fez muito bem o personagem no filme e na Broadway) não deveria estar no filme, além de Idina Menzel, Adam Pascal, entre outros, pelo fato de estarem "velhos" de mais para esses papéis, já que na primeira vez que fizeram essa peça na Broadway, os atores deveriam ter por volta de 25- 28 anos, e hoje têm por volta dos 40. Desde que ouvi a música "Seasons of Love" me perguntava: "quem escreveu essa música ?", isso com 8 anos de idade. Em 2005 descobri de onde vinha a música, do filme "Rent", que descobri que é na verdade um dos musicais mais famosos da Broadway. No Brasil e no mundo, o filme foi um fracasso (bilheteria). Ficou praticamente apenas uma semana no Brasil.

Ao alugar eu vi um musical com canções e histórias originais e extraordinárias. Provavelmente a única parte que estraga o filme é a performance da Maureen (Idina Menzel), porque na Broadway essa performance é um jeito de interagir com o público, algo que no filme vira uma pallaçada. O compositor, Jonathan Larson, descreveu muito bem a convivência de pessoas com AIDS e HIV positivo e tenho muita pena do fato dele não ter visto sua obra (morreu antes da pré- estréia). A história sobre pessoas com HIV e AIDS, as "danças", as músicas maravilhosas, fazem de RENT um dos melhores musicais, ou até o melhor, musical já feitos

OBS: Estão falando que a peça Wicked vai virar filme e que Indina Menzel gostaria de fazer o filme. Espero que isso não aconteça para que não aconteça a mesma coisa que aconteceu com RENT (atores da peça original da broadway, que não são muito famosos e um diretor que não se empenha).

OBS 2: A peça saiu da Broadway. Há apenas um Tour Nacional no EUA. Mas e peça também tem em vários lugares, como Japão, Argentina e Portugal e já teve no Brasil.

House: medicina além do possível


Você já assistiu o seriado House? Não? Então para de ver Lost, passe seu tempo vendo House, um médico que é praticamente cretino com todo mundo, ou seja, o inverso do Patch Adams, e descobre seqüência de doenças, doenças em gente morta para poder usar seus órgãos muito mais. As brigas entre House e sua chefe Cudy são imperdíveis e completamente engraçadas, na verdade, as cretinices de House com Wilson (seu melhor amigo) e com o pessoal com que trabalha são engraçadas, mas às vezes, você não ri e fala: “que cretino”. Provavelmente o final de temporada mais excitante foi o da 4ª temporada, quando House tenta descobrir o que está errado com Amber, a namorada do Wilson. Ele descobre, mas... 

Em sua 5ª temporada, House continua engraçado, mas logo no início da série surge acontecimentos que normalmente são apresentados nos fins de temporadas. Assista House! Alugue as 4 temporadas inteiras e espere a 5ª temporada (ou faça que nem eu e baixe da internet!) 

Friends: a melhor série da minha vida

        Um dia minha irmã falou para alugarmos Friends na locadora e concordei já que embora já tivesse acabado a série, ela continuava famosa. Ao assistir o segundo DVD da 1a temporada já queria saber o que acontecia no final de tudo. Assisti todas as temporadas desta ótima série. O cenário nem se fala: o Central Perk (acho que é isso), onde se passa grandes partes engraçadas da série, como também acontece no apartamento.
       A dupla de Chandler Bing e Joey Tribbiani é impagável. Como você não ri com os dois só fazendo merda ?! E o pato e o pinto? Phoebe é extremamente retardada o que faz ela muito engraçada! Ross é certinho que só entra em confusões. Rachel e Monica inseparáveis! Mas apenas nos momentos finais de Friends é que você fica mais empolgado. Phoebe casada, Chandler e Monica juntos, Joey solteirão, mas e Ross e Rachel. Eles ficaram juntos? Ela foi para Paris? Só assistindo a está ótima série de comédia que pode ser considerada a melhor de todas.

Gossip Girl- a fofoca mata, mas se não for a sua, vc adora!


        Gossip Girl é considerado um novo The O.C (já que os produtores são os mesmos), mas a verdade é que não é. As fofocas mais impressionates possíveis são contadas para todo mundo. No seriado vc acha a Blair a menina dominadora, que por qualquer coisa que façam com ela, ela continua esse poder, e sua atriz faz bem esse papel. Pobre Dan, continua como sempre um garoto inocente, ao contrário de Chuck, que se mete nas melhores confusões de fofocas possíveis. Nate tenta toda hora reconquistar o coração de Serena. Mas isso é apenas a 1a temporada.
        O primeiro episódio da 2a temporada já mostra mudanças. Dan e Nate viraram homens caçadores e agora aproveitam qualquer mulher que passa pela sua frente. Chuck tentou "virar" certinho, o que foi incrivelmente engraçado. Serena e Blair continuam as mesmas.
Se vc gosta de todo o trama sobre uma fofoca ou você é a fofoqueira nata da escola, pegue algumas dicas com Gossip Girl. Tchau ,Tchau.

5 de novembro de 2008

PUSHING DAISES- uma nova série, literalmente



        A história se passa nos dias atuais. Ned, o dono da loja de tortas, tem o poder de ressuscitar as pessoas. Se esperar um minuto, essa pessoa vive e outro ser morre em seu lugar, mas se Ned encostar essa pessoa antes e depois de passado um minuto, essa pessoa volta a morrer. Um detetive, Emerson, descobre esse poder magnífico de Ned e juntos descobrem assasinatos (perguntando para o morto quem o matou). Um dos mortos é uma antiga amiga e o 1o amor de Ned: Chuck. Ned então não tem a coragem de matar Chuck e decidem então morar juntos e começam a namorar, mas não podem se encostar. Na loja de Ned, tem uma garçonete, Olive, é apaixonada por Ned, mas esse nunca percebeu. Episódio após episódio, surgem crimes, conflitos entre os personagens, a paixão inalcançável e... torta.
        As cenas das tias que não riem não fazem nada (no início) é mta engraçada (principalmente a tia Lily, sem um olho), as narrativas de quanto tempo exato uma pesssoa viveu é impressionante ! A inocência de Ned e a felicidade de Chuck é impagável !, Olive então está sempre engraçada e Emerson é muito sarcástico (me lembra a professora de geografia)

          A ótima atuação dos atores, o cenário, os crimes, os excelentes personagens faz Pushing Daises o que é: uma ótima série. Não pode ser comparado com o famoso clássico Sherlock Holmes em relação aos crimes, mas a atuação dos atores, o roteiro ( a idéia de ter um amor ao qual não se pode tocar é completamente brilhante!, os cenários são novos (podem lembrar um pouco a versão de Tim Burton da fantástica fábrica de chocolate), ou seja, uma série inovadora e brilhante, fazendo muito sucesso! Se você gosta de coisas novas sem ter total sentido e gosta dos filmes do Tim Burton: eis aqui Pushing Daises.

        Notícia: Infelizmente a série foi cancelada