2 de fevereiro de 2010

NINE- Pode não ter sido bem aproveitado, mas não vale toda a crítica negativa que fizeram

Cuidado! Tenho uma cadeira e não tenho medo de usá-la!



Não escutem o que os outros críticos estão falando, pelo menos os que estão eles besteiras invés de fatos fundamentais. O Rubens E. Filho, por exemplo, não elogiou a Nicole Kidman porque ela colocou... botox? Uma crítica da Veja, que não tinha gostado de Chicago nem de Memórias de uma Gueixa (do mesmo diretor) assistiu Nine pra... que? Então pessoal, fiquem atentos com algumas coisas que estão falando sobre Nine. Lembra quando eu disse algo sobre uma conspiração anti-Nine? É praticamente o que está se repetindo aqui que aconteceu nos EUA.
Nine era praticamente um musical garantido: grande elenco, coreografias, músicas e fotografia fantástica. Só que tinha apenas uma "falha": muitas pessoas queriam acabar com o diretor Rob Marshall. E como se faz isso no cinema? Pagam críticos para meter o pau no filme (como aqui no Brasil que temos o Rubens). Claro que a "avalanche" Avatar também não ajudou o filme (nem nenhuma outra película) a ser um fracasso nos EUA (e parece que será a mesma coisa aqui). Mas Nine não merece estar recebendo tudo isso, pois afinal, é um belo entretenimento.


Li em muitos lugares sinopses diferentes, tanto que eu escrevi uma sinopse "falsa" aqui mesmo no blog. A histótia continua sendo do diretor italiano Guido Contini, em grande depressão artística, sem saber como começar seu novo filme, mesmo que este já tenha figurino, atriz, cenários e pessoas trabalhando a todo vapor. Durante a tragetória dessa "depressão", Guido se lembra de todas as mulheres com quem viveu (e pessoal, o título não é Nine porque ele ficou com nove mulheres, como antes era dito, mas sim porque seu novo projeto será seu nono filme).


A Penélope Cruz arrasa em seu número e papel! Nicole Kidman nem aparece direito no filme (o que me leva a pensar: como podem falar tão mal dela se ela nem aparece direito?), Marion Cotillard está fantástica em seus dois números, principalmente no segundo (Take it All). Judi Dench está razoável, mas o Rob Marshall poderia ter feito um trabalho melhor com o número da atriz, podendo ser mais frenético e até mesmo podendo realizar uma homenagem à Cabaré. Kate Hudson está sensacional em Cinema Italiano! A Fergie nem aparece direito (assim como a Nicole), mas seu número, Be Italian, é um dos melhores (junto com Cinema Italiano e Take It All). A única pessoa que achei meio "sem graça" é a Sophia Loren (seu número é um dos mais fracos, assim como suas feições). O Daniel Day-Lewis está muito simpático como Guido Contini. Então qual o problema de Nine? Muitos não são, afinal, como o filme poderia ser bom com tantos erros? Acho que o problema foi a empolgação e a história, ou melhor, a falta das mesmas.


Nine não é tão frenético como Chicago por má vontade do próprio diretor. Ele mesmo cortou muitas músicas do musical original, deixando o filme e suas personagens (principalmente os personagens da Fergie e da Nicole) bem superficiais. Talvez seu único acerto positivo tenha sido a nova música, Cinema Italiano (que está concorrendo ao Oscar de Melhor Música), esta a mais agitada do filme. Mas o único problema, na minha modesta opinião, é que ele poderia ter aproveitado mil vezes mais todo esse pacote que ele tinha, criando apenas uma "base" que poderia se tornar num grande musical.
Outro problema do que estão falando de Nine é o seguinte: assim como Hairspray, primeiro foi lançado um filme (no caso de Nine, o filme se chama 8 e 1/2 do diretor Fellini). Baseado nesse filme, lançaram uma peça na Broadway (Nine). E baseado nessa peça, eis que surge o filme Nine. Então o problema é exatamente o primeiro filme. 8 e 1/2 é um dos filmes prediletos de muitos cinéfilos e estes estão metendo o pau em Nine, pois ele não se compara ao 8 e 1/2. Mas eu respondo: Nine (o filme) não é 8 1/2 e nunca será. Nine é a adaptação de uma peça da Broadway, uma versão "americanizada" e musical do filme italiano de Fellini. Ainda estou dando graças de não ter visto 8 e 1/2 antes de Nine, para assim trazer uma idéia do que é o filme se ele fosse único.


Desse modo, tenho pena de Nine. Um filme tão bom não poderia ser massacrado pela crítica como foi. Pois pessoal eu digo em voz alta: Eu gostei de Nine! E não dúvido que este filme seja escalado como um dos filmes mais sexs dos últimos anos daqui pra frente. E mais: se quem falar que musical é coisa de homossexuais depois desse filme, que as mulheres dançam com roupas extremamente "possuidoras", não sei o que fazer com o preconceito musical-é-coisa-de-gay.

12 comentários:

FM disse...

Quando saiu o elenco de Nine e as primeiras músicas eu disse q o filme só não seria sucesso se o Rob Marshall fizesse uma besteira muuuito grande.

Ainda não vi o filme, mas se não foi isso tudo o erro foi dele. Pode realmente até ter tido esse boicote dos críticos, mas se o filme for realmente bom ele vai falar por si mesmo.

Tinha muitas expectativas com Nine, e confesso q elas diminuiram muito depois que li sobre o filme. Ou eram metendo o pau ou eram textos de pessoas defendendo.

Enfim... Vou ver no cinema (sabe-se lá quando quando quando :P) e depois comento o que achei.

Jardel Nunes disse...

Primeira crítica positiva que eu vi de NINE até agora... e justamente de uma pessoa que não assistiu 8 1/2.
Talvez seja esse o grande problema, as pessoas tendem a fazer comparações, mesmo quando elas não existem...
Ainda penso em ver o filme, mas provavelmente em DVD...

Mirella Santos disse...

Tem coisas que não entendo mesmo... Tantas críticas ruins pra uma boa (que é a sua) e pq uma conspiração contra o diretor?

Ainda não vi e nem sei se ainda quero ver.Ah, mais uma dúvida, o filme é no estilo de Chicago ou é melhor?

Johnatan disse...

Felipe, gostei da sua critica, apesar de ter achado Nine bem ruim. E não é pqe é uma conspiração, é pqe é ruim mesmo. Mas se você gostou, é questão de gosto mesmo...ai leva pra outras questões.
Mas o fato é que Nine, ao meu ver, deve ter funcionado na Broadway, com todo o seu explendor e entusiasmo, mas no cinema..humm...não surtiu o mesmo resultado. Fiquei realmente decepcionado, tbm achava um absurdo das criticas americanas, mas no final, sei lá..muitas estavam certas.É lógico que Nine tem seus acertos! Torço para que ganhe alguns Oscar, como canção, direção de arte e Figuro, que realmente são espetaculares.
E nesse caso, é quase inevitavel surgir comparações sobre 8 ½, porque, sinceramente, nem tem o que comparar,é ultrajante.Talvez, Nas mãos de outro diretor que tambem esteja familiarizado com musicais, Nine seria melhor, vai saber...

Alessandra Ramos disse...

Ainda não assisti Nine, mas com certeza eu vou gostar pois sou completamente apaixonada por musicais. Pretendo assistir 8 e 1/2 depois de ver Nine, o que eu acho que vai demorar a acontecer por que com essas criticas ruins o filme acabou sendo adiado na minha cidade =(

Fernando disse...

bem, nao adianta falar do que poderia ter sido, e sim do que ele é: ÓTIMO.
a unica coisa que poderia ter se tornado real é take it all interpretado por luisa, claudia e carla, mas sem duvidas só marion me levou ao delírio, e talvez essa hipotese esteja nos extras dos dvds
eu só queria descobrir o segredo de guido contini pra conquistar penelope e marion, meu deus, penelope está deslumbrante, fiquei apaixonado (mais), sua indicação ao oscar é merecidíssima, porém marion deveteria ter tido a sua tambem - coadjuvante, não há protagonistas femininas
e be italian me deixou arrepiado, puta merda
quanto a otto e mezzo, nao mudaria nada assistir antes, eu assisti e só completa nine, com uma historia mais concisa - otto e mezzo é bem brisado
junto com invictus, nine se torna umas das maiores injustiças nas premiações de 2010

Fernando disse...

judi dench tambem esta otima, seu numero começa calmo, mas ele cresce, e me envolveu completamente
nicole aparece pouco, mas quando aparece brilha - quem assistiu moulin rouge! sabe
cinema italiano eu ja adorava, entao dispensa comentarios, mas nao esta concorrendo ao oscar hein - fail - take ir all que está, e gostei mais

só achei desnecessário a ultima parte do seu post, nao vale a pena perder o tempo se justificando com gentinha

Felipe Guimarães disse...

Acho que agora todo mundo já comentou, certo? Desculpe a demora das respostas. Novo eletrônico para nova postagem...

FM, esse boicote está até no Wikipédia, se não me engano. Assista o filme o mais rápido que vc puder (antes q saia de cartaz. Vá que você goste...

Jardel, pois é, agora a do meu amigo também é outra que elogia (Cine e Eu). Estou louco para assistir Oito e Meio e fazer uma comparação no futuro.

Mirella, porque muitas pessoas não gostam dele (já o motivo eu não sei). Os números é no estilo Chicago, mas a história é mais fraca e as músicas menos agitada. Não vá pensando que assistirá Chicago!

Johnatan, sabe que eu não sei se ele foi um sucesso ou não não Broadway! Tenho que pesquisar. Ainda bem que não vi Oito e Meio, pois assim poderia ter odiado Nine, comparando com Oito e Meio. Depois verei Oito e farei uma comparação (mesmo que seja ultrajante).

Alessandra, tome cuidado! O filme (pelo que parece) já saiu de cartaz em algumas salas aqui de SP (enquanto isso passam Alvin e Os Esquilos [eca!]).

Fernando, que bom que você gostou! Pensei que meus amigos, minha irmã e eu éramos Ets. A Penelope seduz não? Não sei se vc viu algum filme do Almodóvar. Em todos que ela aparece ela está deslumbrante. Cinema Italiano foi tirado do Oscar, vc viu? Que ultraje! E também me arrepiei em Be Italian (assim como Cinema). Quero muito ver Oito e Meio! Meu primeiro filme italiano!

Roberto F. A. Simões disse...

Pois, há muito esse preconceito mesmo. Eu amo musicais (os bons, claro). Ainda não vi contudo esse NINE e espero vê-lo. Vi CHICAGO e não é dos meus favoritos, talvez por isso não esteja muito ansioso por ver esse NINE, mas hei-de vê-lo mais tarde.

É meu primeiro comentário no seu blog e gostei bastante dele. Vou virar seguidor! Se quiser virar seguidor do CINEROAD também fica lançado o convite! ;)

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema

Ricardo Martins disse...

Olá Felipe, demorei para vir comentar mas aqui estou eu (firme e forte)!

"Nine" massacrado pela crítica! Coisa chata não?! Estou passando pela mesma coisa: Enquanto a crítica e o público rasga elogios ao filme de Sandra Bullock "The Blind Side", agora uma cúpula de cinéfilos estão revoltados que o filme tenha ficado entre os 10 longas a concorrer ao Oscar 2010 de Melhor Filme! O que acho bem justo, uma vez que se a critica especializada, o público (milhões) e os votantes o colocaram lá!

Mas voltando em Nine, vi a desvalorização ao filme, o qual ainda não conferi, sabe o que li ontem no título de uma crítica sobre ele? (Se prepare e sente):
" Nine - Será o fim dos musicais?".

Também não entendo isso! Verei-o, sem dúvidas, atuações fortes e belas. E acho que o filme vai encantar muitos ainda, o mesmo sobre "The Blind Side" o qual muitos criticam sem ao menos terem visto!

Uma correção Felipe: A música que concorre ao Oscar é Take it All! :D

E sobre aquele "crítico" Rubens, estou começando achar que ele tem que mudar de profissão: Mais uma vez sobre Sandra B, ele diz recentemente que ela no filme "Maluca Paixão" parece uma doente mental! Você acredita nisso? Desde quando um critico "respeitado" lança criticas tão baixas como essa! Repito: é melhor ele mudar de profissão!!!

UFA! Desabafei um pouco não!

Se você chegou até aqui! valeu e Abração!!!

Mirella Santos disse...

Xii!! perguntei pq não gostei de Chicago nem um pouco, pra mim é um musical cansativo (se é que isso existe) mas eu só vou saber se vou gostar ou não depois de assistir.

Felipe Guimarães disse...

Desculpe a demora pessoal. Semana ocupadíssima. Depois tiro satisfações com vocês...

Roberto, seja bem-vindo! Visitarei seu blog em breve, porque agora que as aulas voltaram eu estou ocupado demais! Bem, se você gostou de Chicago, mesmo não sendo um dos melhores, Nine pode te agradar...

Ricardo, quando eu soube que a Veja não gosta de Chicago, tudo ficou claro para mim. É que a maioria dos críticos de hoje viveram nas "décadas sem musicais" (80/90) e agora que os musicais voltaram eles está massacrando!
Ah! Cinema e Take It estavam concorrendo, mas só take It ficou nos finalistas...
Eu sempre odiei o Rubens. Ele é um crítico vendido, saiba muito bem disso! Vá no blog dele. Tem tanta besteira...

Ah Mirella, agora que eu sei que vc não gostou de Chicago você me deixou numa encruzilhada...